“Poemas irracionais e transcendentes”

 
Ela é orla, é linha,
perímetro de eterna curva.
Ele garbo diâmetro.
 
Indelével relação atemporal
Têm no seu devaneio. Mito amoral
De enredo rude, mas com equidade, 
Sem um término, corolário, idade.
 
Excerto do livro “Poemas irracionais e transcendentes” da autoria de António Machiavelo e Graça Brites

 

 
==================================================================================================================================================
 
A métrica do poema, isto é, o tamanho das palavras de cada verso é o seguinte:
 
3 1 4, 1 5,
9 2 6 5.
3. 5 8.
 
9 7 9
3 2 3 8. 4 6
2 6 4, 3 3 8
3 2 7,9, 5.
 
Estes são os primeiros 32 dígitos da expansão de Pi em base 10.